quinta-feira, 19 de maio de 2011

Tentar tratar o vaginismo...

Depois do diagnóstico de vaginismo feito pela minha ginecologista e do falhanço que foi o relaxante muscular oral aliado ao 'deixar que as coisas acontecessem naturalmente', comecei a minha busca por alternativas e, aí, a internet foi a minha melhor amiga nalguns momentos e a minha pior inimiga noutros. 

Como todas sabemos, na internet encontra-se tudo. Mesmo tudo.

Por exemplo o associar quase automático do vaginismo a situações traumáticas como violações e abusos de menores. Acreditem que de tantas vezes consultar páginas em que associavam as duas situações comecei a pensar, 'mas será que fui abusada e não me lembro?'. Admito que essa pergunta e essa fase parva passou-me rápido. 

Acho que o que mais me ajudou foram os blogues que andam por aí sobre trocas de experiências. O que me desesperou foi não encontrar tipo uma 'base de dados' com profissionais que tratassem este problema. Até podíamos tentar fazer isso. Se todas as mulheres com vaginismo trocassem dados sobre os profissionais que as ajudam ou ajudaram criávamos uma base de dados toda bonitinha, não acham? 

[Uma nota: Estou a assumir que todas precisamos de ajuda, mas realmente estou a ser injusta. 
Muitas de nós ultrapassam esta situação sozinhas e ainda bem.]

Encontrei um site que vendia uns manuais e uns kits com dilatadores para a 'cura'. 
Comprei os manuais e, no meu caso, não me ajudou em nada. Ou, pelo menos, em quase nada (verdade seja dita). Mas acredito que resolva muitas situações.
Tem alguma informação sobre a anatomia feminina e os orgãos sexuais (nada de novo, no meu caso, mas acredito que seja muito importante nalguns casos) e ensina (e para mim isso foi o mais importante) a fazer movimentos de contracção e descontracção dos músculos do pavimento pélvico (toda aquela zona à volta da vagina). 

Se tiver algum tempinho vou tentar arranjar algumas ilustrações do livro para publicar no blogue. Pode ser que ajude alguém...

Continuando...
Mas penetração não consegui nadinha. Entrava um pouquinho de um tampão e depois ficava lá, apenas na entrada... E o tempo passou e, cada dia que passava, sentia cada vez mais que nunca ia sair daquela situação. Sentia que o meu corpo me estava, literalmente, a trair.  Não me deixava fazer aquilo que eu queria e isso era, no mínimo, irritante e muito frustrante... Não conseguir aquilo que parece tão normal e inato para todas as mulheres é muito mau :-(

Estava a tentar resolver o problema sozinha. Não porque achasse que não precisava de ajuda, mas não sabia a quem me dirigir e o que dizer. E foi mesmo um acaso achar uma psicóloga e uma fisioterapeuta 5 estrelas que me estão a ajudar imenso.

42 comentários:

  1. Awesome post! Interesting info to know.It’s hard to find knowledgeable people on this topic.

    ResponderEliminar
  2. This is more than an awesome blog, it's a contribution to the field of study on so many levels. Thanks for posting it.

    ResponderEliminar
  3. Obrigada pelos comentários.
    Embora o blogue se dirija principalmente a mulheres com vaginismo, fico contente que tenham encontrado o blogue e espero que o vosso site ajude muitas mulheres com este (e outros) problemas.

    ResponderEliminar
  4. existe fisioterapeuta expecialidade em vaginismo?

    ResponderEliminar
  5. Existe. sim. A especialidade não se chama exactamente 'vaginismo' mas, e dependendo do país, pode-se chamar fisioterapia uriginecológica, fisioterapia do pavimento pélvico ou fisioterapia da saúde da mulher. São, normalmente, fisioterapeutas que também tratam casos como os de incontinência ou da preparação para o nascimento. Ajudei?
    Qualquer dúvida, é só postar outra vez (ou enviar mail) que eu tento responder...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa noite, sou uma mulher com o mesmo problema que você. Gostaria de saber se essas consultas de fisioterapia uriginecológica são muito caras?
      Responda a esta questão se quiser, já conseguiu evoluir desde que começou esse tratamento? Obrigado.

      Eliminar
    2. Olá Cristiana,
      Acabei de responder por e-mail. Já estou curada desde 2011!!
      Depois falamos melhor.
      Beijinhos

      Eliminar
    3. Olá Cristina,

      Como foi o tratamento ? Demorou muito tempo ? Resultou realmente ? E os fisioterapeutas ? Pode aconselhar-mos.
      Vivo como mesmo problema e é muito dificil conseguir os testemunhos e opiniões de quem saiba do que falo.
      Beijinhos
      Obrigada

      Eliminar
    4. Olá Cristina,

      Como foi o tratamento ? Demorou muito tempo ? Resultou realmente ? E os fisioterapeutas ? Pode aconselhar-mos.
      Vivo como mesmo problema e é muito dificil conseguir os testemunhos e opiniões de quem saiba do que falo.
      Beijinhos
      Obrigada

      Eliminar
    5. Olá Ana,
      O tratamento resultou, sim. Se quiser saber o nome das profissionais que me acompanharam é só enviar um mail para sofia.xxyz@gmail.com que eu forneço os contactos.
      Espero notícias!

      Eliminar
    6. Vou pedir-lhe ajuda Sofia, enviei um mail!

      Eliminar
  6. Chamo-me Gislaine.
    O vaginismo é tratado com ginecologista ou psicoterapeuta?

    ResponderEliminar
  7. Olá Gislaine,
    O tratamento do vaginismo faz-se, usualmente, com psicoterapia. Mas o diagnóstico - ou seja a única maneira de confirmar se se tem, ou não, vaginismo - é feito pela ginecologista.
    O tratamento perfeito, para mim, é a combinação de psicoterapia e de fisioterapia.
    Mais dúvidas é so postar outra vez ou enviar mail...

    ResponderEliminar
  8. Excelente ideia a de uma base de dados, sobretudo aqui em Portugal (porque há profissionais que já estão mais sensibilizados para estes casos). E existe em foruns internacionais, e funciona muito bem!

    ResponderEliminar
  9. Ainda vamos, nós as duas Raquel, construir uma base de dados! Com profissionais 'vaginismo-friendly' ;))

    ResponderEliminar
  10. Acredito que sim! E porque não ir começando? ;)

    ResponderEliminar
  11. Combinado! Falamos melhor por e-mail, então! :)

    ResponderEliminar
  12. Oiii
    Também tenho vaginismo e estou fazendo tratamento com meu Sexólogo...esta me ajudando muito, porque o vaginismo se trata na cabeça.... e claro com exercicios. O mais certo é você fazer um tratamento... vai melhorar garota!!!
    Beijos

    ResponderEliminar
  13. Obrigada, Anónima!
    Espero que o seu tratamento seja um sucesso!
    Aliás, tenho a certeza que vai ser! Tal como o meu foi. :)
    Beijinho e felicidades :)

    ResponderEliminar
  14. Boa tarde Sofia, eu me chamo Mirian, e gostaria de tirar uma dúvida; este kit que falou, não ajuda neste tratamento? Tenho uma amiga que sofre muito e gostaria de comprar o kit, mais não sabe aonde, você poderia ajudar? Ou dando outras dicas para ela.
    Obrigada

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Miriam,

      O kit pode ajudar, sim. Tudo depende de cada mulher e de cada vaginismo.
      Mas pode ver mais informações aqui: http://www.vaginismus.com/products/vaginismus_kit_dvd

      Acho que o mais adequado é sempre consultar um ginecologista, de modo a confirmar o vaginismo, e caso se confirme a sua amiga deverá pensar se consegue resolver o vaginismo sozinha (com a ajuda dos kits, por exemplo) ou se necessita (como eu) de consultar uma psicóloga e uma fisioterapeuta.

      Muito boa sorte para a sua amiga e muitas felicidades para a Miriam.
      Qualquer outra questão é só postar aqui no blog ou enviar um mail para sofia.xxyz@gmail.com.

      Eliminar
  15. OLA TB TENHO ESSE PROBLEMA, FACO ANALISE COM UMA PSICANALISTA A 1 ANO E MEIO E SO NA SESSAO PASSADA CONSEGUI COMECAR FALAR... SINTO MUITA ANGUSTIA

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Anónima!
      Sim, pode ser muito difícil ouvir-nos a falar disso e a assumir em voz alta o dito do vaginismo. Mas tenho a certeza que com acompanhamento tudo vai correr bem e que a angústia irá começar a diminuir. Eu estou por aqui para o que puder ajudar :)
      Beijinhos e muita, muita força!

      Eliminar
  16. olá sofia estou convivendo com vaginismo a 6 anos é não achei tratamento ainda pode me dar uma dica

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá nati!
      O tratamento que resultou para mim foi a psicoterapia e a fisioterapia. E resultou muito bem. Se quiser, podemos falar melhor por e-mail. Basta enviar um e-mail para sofia.xxyz@gmail.com e conversamos mais. Bjinho

      Eliminar
  17. Uhn, olá.
    Tenho 19 anos. Namorei desde os 14 um mocinho muito simpático e incrivel de gentil. Fomos muito companheiros e nosso relacionamento durou até o inicio desse ano. Nada nunca aconteceu, e eu pensava que era falta de felling, mas hj, namorando há um ano e nove uma pessoa que.. bom, realmente (novinha e sonhadora) adoraria ser o último homem da minha vida, sinto uma necessidade horrenda de passar logo desse pesadelo que ja dura tanto. Dois escorpiões, namorando a distancia e nao conseguindo concretizar o que mais querem na vida.
    Por favor, primeiro emprego, bolsista em faculdade. Pagarei 70 reais na segunda ginecologista que vou abordar o assunto, mas nao tenho como bancar todos esses tratamentos (fisioterapeuta sexual sai por volta de 200 reais ! =s) PRECISO DE AJUDA. muitas precisam. Por favor.. me ajudem mesmo..=/
    só entrar em contato pelo fotolog.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Catharinne!
      Realmente os tratamentos do vaginismo podem ser caros.
      Há meninas que se conseguem curar sozinha. Conheço várias meninas e casais que conseguiram apenas lendo como se faz o tratamento. Se ler o blogue, principalmente os post iniciais, está lá tudo direitinho. E qualquer dúvida, vamos falando!

      Eliminar
    2. Caso você more no Rio, procure o psicólogo Augusto Mendes no Hospital Carlos Chagas em Marechal Hermes. Eu faço o tratamento com ele numa clínica ali perto mas ele atende no público também. Lógico que não será a mesma comodidade mas a ajuda que ele te dará vale a pena! Ele te passará exercícios que talvez nem tenha que fazer fisioterapia urogenital... Vá em frente menina! Nós conseguiremos!

      Eliminar
  18. Olá, eu encontrei muita informação sobre www.vagi-wave.co.uk...If você falar Inglês isso deve ajudar

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Anónimo pelo contributo! Aqui fica! Certamente, irá ser muito útil...

      Eliminar
  19. Fui a um psicólogo sexólogo e estou bem animada. Meu "ficante" sabe do problema e decidiu colaborar. Farei os exercícios que ele (o dr.) recomendou, só estou esperando mamãe viajar de novo para eu ficar mais a vontade. Acho que vou conseguir sim. Recomendo a todas! Continuem a lutar pela felicidade! Digam sim ao prazer! Vão em frente amigas!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muita força mesmo!
      Que belas palavras de encorajamento :)

      Eliminar
  20. Olá tenho 25 anos , na minha primeira tentativa de perder a virgindade não obtive êxito , não conseguimos de jeito algum , na segunda conseguimos , porém desde então sinto dores na região pélvica sempre q tenho relação, em algumas posições mais ainda .Com o famoso "papai e mamãe" a dor é mínima ... Mas agora que descobri as causas dessa dor , tenho muito medo de nunca conseguir ter uma relação prazerosa e sem dor .

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Anónima! Se calhar o melhor seria mesmo conversar com o seu ginecologista de modo a perceber o que se passa... Não acha?

      Eliminar
  21. Boa tarde meninas ! Também sofro com vaginismo,mas estou esperançosa porque consegui uma psicóloga com especialização em sexologia que atende planos de saúde. Como sei que muitas gostariam de fazer o tratamento ,mas encontram consultas caras vou deixar o contato dela aqui.Drª Shirley Magnólia tel.3474-5811/98557-7606 (oi)/98337-9609(tim). Atendimento no Centro Cinelândia e Copacabana

    ResponderEliminar
  22. Prezada Sofia!Sou medica ginecologista e sempre me preocupei muito em acolher as pacientes com dor na relação sexual, muitas não fecham diagnostico para vaginismo e acabo resolvendo com outros tratamentos mas muitas fecham sim e ate bem pouco tempo atrás o tratamento era reservado a terapia e fisioterapia de assoalho pélvico, como esse tratamento é longo com resultados a longo prazo , encontrei no botox o melhor tratamento a curto prazo , com excelentes resultados ! estou a disposição para qualquer duvida e se você puder divulgar te agradeço porque os resultados são realmente muito bons! meu site é clinicabianchi.com.br!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Cristina!
      É sempre bom saber de novos tratamentos. Certamente irá ajudar quem precisar. Aqui fica a informação.
      Beijinho

      Eliminar
  23. Olá Sofia! Criei também um blog para partilha de experiências relacionadas com o vaginismo. Para que haja mais informação a este nível em Portugal. Mais do que um blog meu, é um blog para todas nós e espero conseguir desenvolvê-lo. Para quem quiser dar uma olhadela, aqui vai o link:
    http://vag-quemmandasomosnos.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  24. Olá.sou Cristina e tb sofro de vaginismo.podes por favor indicar os contactos dos profissionais que te ajudaram.e como foi com o relaxante muscular,como foi o processo?
    Obrigada

    ResponderEliminar
  25. Olá Cristina!
    Já respondi por e-mail. O relaxante muscular para mim não resultou nadinha. Vá, deu-me um pouco de sono, mas mais nada ;)

    ResponderEliminar